GERAL

Por que Maringá é conhecida como ‘Cidade Canção’?

Apelido do município surgiu a partir de música composta nos anos 30 por Joubert de Carvalho; entenda a história

Por que Maringá é conhecida como ‘Cidade Canção’?
Apelido de 'Cidade Canção' foi oficializado em 2002 por lei de autoria do vereador João Batista Beltrame. - Foto: Instagram @maringacom

Tudo começou com uma música. A canção “Maringá”, que deu nome ao município, foi escrita pelo compositor mineiro Joubert de Carvalho nos anos 1930 e se tornou um sucesso no Brasil inteiro, mas o apelido de Cidade Canção só surgiu anos mais tarde, graças a uma carta. Vem conhecer essa história:

ORIGEM DO NOME DE MARINGÁ — Várias lendas circulam sobre a nomeação da cidade, todas inspiradas pela composição homônima de Joubert de Carvalho. Segundo Miguel Fernando, da Maringá Histórica, na década de 1930 já existia um córrego no mapa da região chamado Maringá em homenagem à música, mas também existe outra teoria.

Quando a área da cidade ainda era um grande matagal, a Companhia Melhoramentos do Norte do Paraná trouxe funcionários ao local para trabalhar na área a ser colonizada. Elizabeth Thomas, esposa de um dos diretores da empresa, teria sido a responsável pela escolha do nome da região que viria a se tornar Maringá. 

“A Elizabeth Thomas, esposa do Arthur Thomas, teria dado a indicação ao então gerente da Companhia para que o nome Maringá fosse dado à futura cidade, porque ela tinha ouvido os funcionários cantarolando a música enquanto trabalhavam”, afirma Miguel em um vídeo da Maringá Histórica.

MÚSICA DE JOUBERT DE CARVALHO — A canção ‘Maringá’ foi escrita pelo compositor Joubert de Carvalho depois de um pedido de Rui Carneiro, oficial do gabinete do Ministério da Aviação em 1931.

Rui, que era paraibano, pediu a Joubert para compor uma música sobre a seca que assolava o sertão nordestino na época.

A letra conta a história de Maria, moradora de Ingá, uma cidade do sertão da Paraíba. Devido à seca que devastou sua cidade, a jovem vai embora em busca de melhores oportunidades, deixando para trás seus admiradores.

"Maringá, Maringá

Depois que tu partiste

Tudo aqui ficou tão triste

Que eu garrei a imaginar

Maringá, Maringá

Para haver felicidade

É preciso que a saudadeVá bater noutro lugar

Maringá, Maringá

Volta aqui pro meu sertão

Pra de novo o coração

De um caboclo assossegar"

A música foi um marco na carreira de Joubert de Carvalho e é interpretada até hoje por diversos artistas. Em 1959 o compositor conheceu a cidade e foi homenageado com uma rua com seu nome no centro de Maringá e um busto na Praça Raposo Tavares.  

Inauguração do busto em homenagem ao compositor Joubert de Carvalho, na Praça Raposo Tavares, em setembro de 1972. Foto: Reprodução/Maringá Histórica/O Diário do Norte do Paraná

ENFIM CIDADE CANÇÃO — De acordo com o portal de Turismo de Maringá, em 1962 — 15 anos após a fundação da cidade — o secretário da prefeitura Antenor Sanches recebeu uma correspondência de um jovem mineiro que desejava visitar “a cidade que nasceu de uma canção”. 

Sanches, que era radialista e tinha uma coluna em um jornal, fez uma campanha bem sucedida para Cidade Canção se tornar codinome de Maringá. A oficialização veio em 2002, quando uma lei de autoria do vereador João Batista Beltrame determinou Cidade Canção como um sinônimo popular para o município.

MÊS DA MÚSICA 2022 — Durante o mês de agosto, a Secretaria de Cultura de Maringá preparou uma programação especial com diversos eventos pela cidade para celebrar o Mês da Música na cidade. Tudo de graça.

Shows, Cinema a Céu Aberto temático e músicos tocando em espaços públicos por toda a cidade fazem parte da comemoração. Clique aqui e acompanhe todos os eventos do Mês da Música, atualizados semanalmente.

Maringa.Com