Colégios estaduais não vão exigir comprovante de vacina contra covid-19

Apesar do aumento no número de casos de coronavírus e influenza, o retorno das aulas está mantido para o dia 7 de fevereiro, em formato 100% presencial

Colégios estaduais não vão exigir comprovante de vacina contra covid-19
A secretaria reforçou que os protocolos de prevenção à Covid-19 continuam nos colégios estaduais do Paraná. - Foto: Divulgação

Por meio de nota, a Secretaria da Educação e do Esporte afirmou que não vai exigir comprovante de vacinação contra a covid-19. A Seed destaca que a vacina é opcional para todos e que, por isso, o Estado não pode obrigar os estudantes a se vacinarem. 

Apesar do aumento no número de casos de coronavírus e influenza, o retorno das aulas está mantido para o dia 7 de fevereiro, em formato 100% presencial. A secretaria reforçou que os protocolos de prevenção à Covid-19 continuam nos colégios estaduais do Paraná.

“Diante do cenário atual, o Estado decidiu manter as medidas em vigor, sem novas restrições. A regra continua sendo a de testar e, em caso de teste positivo, entrar em isolamento. Isso ajuda a quebrar o ciclo de contágios.”

Desde setembro de 2021, a rede estadual voltou à modalidade presencial, seguindo protocolos sanitários. Apenas alunos com comorbidades podem estudar de casa. 

Leia abaixo a nota da Seed sobre o comprovante de vacinação nos colégios estaduais do Paraná.

“O Estado do Paraná tem um dos melhores índices de vacinação do Brasil. Portanto, apesar do aumento expressivo de casos de Covid-19 nas últimas semanas, o Estado não registrou aumento significativo de internações e mortes. 

Isso é fruto tanto de uma política estadual com foco na prevenção da doença, que tem na vacina um dos seus pilares, quanto do engajamento da sociedade paranaense, que se vacinou voluntariamente, dando um exemplo para todo o país. 

Assim, diante do cenário atual, o Estado decidiu manter as medidas em vigor, sem novas restrições. A regra continua sendo a de testar e, em caso de teste positivo, entrar em isolamento. Isso ajuda a quebrar o ciclo de contágios.

Diante dessa orientação do governo paranaense, a Seed-PR também manterá as atuais diretrizes.  As aulas começarão no dia 7 de fevereiro, em formato presencial. Apesar do grande trabalho que fizemos com as aulas on-line durante os piores momentos da pandemia, as evidências dos últimos meses mostram que nossos alunos aprenderam mais e melhor dentro da escola.

Além disso, não será exigido o certificado de vacinação contra a Covid-19 de crianças e adolescentes. Como a vacina é opcional para todos e todas, o Estado não pode obrigar os estudantes a se vacinar. Porém, as vacinas obrigatórias continuarão sendo exigidas, como já estabelece a legislação em vigor. 

A Seed-PR, assim como todo o governo do Paraná, zela pela saúde de seus professores, alunos e funcionários. Seguiremos atentos aos dados, trabalhando duro para construir a melhor educação do país diante desse cenário desafiador.”

Paraná Portal