Mostra de teatro circense leva atrações e oficinas para feiras e parques de Maringá

As atrações serão descentralizadas, ocorrendo em feiras livres, parques e pontos da Avenida Brasil

Mostra de teatro circense leva atrações e oficinas para feiras e parques de Maringá
Em casos de chuva os espetáculos são automaticamente transferidos para a sede da Cia Pedras, onde também acontecem as oficinas no período da tarde, na Rua Vitória, 1202. - Foto: Divulgação/Larissa Prado

Começa no próximo sábado (13) a oitava edição da Mostra Pé na Rua, realizada pela Cia Pedras Teatro e Circo, com incentivo do Prêmio Aniceto Matti. São sete espetáculos, oito oficinas, intervenções urbanas, além do cortejo de abertura e evento de encerramento. 

As atrações serão descentralizadas, ocorrendo em feiras livres, parques e pontos da Avenida Brasil. O objetivo é chegar a públicos diferentes daqueles que já frequentam os espaços culturais. Este ano estarão em cena grupos de Maringá, Londrina, Cascavel, São Paulo e Passo Fundo (RS). Todos se apresentam e também ministram oficinas.

A Mostra Pé na Rua foi criada em 2011, tendo como coordenadora geral a atriz, professora e escritora Iara Ribeiro, fundadora da Cia Pedras. Democratizar o acesso às artes sempre foi uma premissa da artista, que a cada ano escolhe locais diferentes nos bairros para levar as atrações. “A proposta é realizar um evento feito por artistas que pensam no espaço público como veículo para sua arte, seja ela teatro, circo, música, dança, poesia ou outros, propondo discussões e reflexões sobre temas diversos”, explica a produtora.
 
O projeto já teve várias edições realizadas de forma independente, sem editais públicos, mas nos últimos anos os organizadores optaram por pleitear o financiamento em edital e foram contemplados. Claro que, por conta da pandemia, em 2020 a mostra não aconteceu, mas agora, com todos os cuidados e respeitando os protocolos de segurança, a mostra volta a encontrar o público. “Recomeçar de novo é sempre algo surpreendente. Estamos com saudades das expressões das pessoas, do carinho, da junção e cores e sentimentos”, comemora.

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas pelo whatsapp (44) 9 9116-2498. O número de vagas é limitado. Serão oficinas nas áreas de palhaçaria feminina, bordado, trabalho físico do ator, criação de cenas com objetos do cotidiano, etc. 
 
A primeira ação da mostra é o tradicional cortejo de abertura com artistas da cidade, que se reúnem vestidos de personagens e pernas de pau no sábado 9h, saindo da Avenida Brasil em direção à Feira do Produtor, no Estádio Willie Davids. Lá, às 10h, o palhaço Tico Bonito (Cascavel) apresenta “Licença preu passar”.
 
No domingo é a vez do Núcleo Sem Drama (São Paulo) apresentar “A menina que não sabia brincar" na feira livre do jardim Indaiá. Segunda-feira o grupo Ritornelo (Passo Fundo/RS) mostra a “Faixa de graça” às 18h30 no distrito de Iguatemi. Terça-feira a palhaça Incrível Teimosa, de Londrina, apresenta “Que festa é essa, criatura?” na feira do Borba Gato. O grupo Exército contra nada vem de São Paulo para fazer “El General” na feira do Conjunto Sanenge e a anfitriã Cia Pedras ocupa a quinta e a sexta com os trabalhos “Corda bamba” e “Os invisíveis”, nas feiras da zona 2 e do Jardim Alvorada, respectivamente.
 
O encerramento no sábado à tarde terá rock cover e autoral com a banda Revell e as apresentações do coletivo transformista Haus of X e do Dança para Dois, com dança de salão performática, no Parque Alfredo Nyffeler.

Em casos de chuva os espetáculos são automaticamente transferidos para a sede da Cia Pedras, onde também acontecem as oficinas no período da tarde, na Rua Vitória, 1202. Clique aqui e confira a programação completa da 8ª Mostra Mostra Pé na Rua. 

2 Coelhos Comunicação e Cultura