Uber Moto: aplicativo de transporte lança modalidade de viagens com motocicletas em Maringá

Entre as recomendações que serão informadas aos usuários e parceiro estão a limpeza de mãos e superfícies da moto com álcool em gel e que os usuários levem seus próprios capacetes

Duas pessoas em cima de uma moto com a máscara de proteção da Uber.
O modelo de transporte já está presente em outros 22 municípios brasileiros. - Foto: Divulgação/Uber

A partir desta sexta-feira (22) uma nova modalidade de transporte estará disponível em Maringá e outras 16 cidades do país: o Uber Moto. Usuários do aplicativo poderão se deslocar de motocicleta por um preço menor do que o do UberX mas com mesma garantia de recursos de segurança oferecidos pela Uber.

Assim como todas as outras modalidade, os parceiros da Uber Moto têm os antecedentes checados e é possível que usuários compartilhem com seus contatos a placa, a identificação do condutor e sua localização no mapa, em tempo real. O modelo de transporte já está presente em outros 22 municípios brasileiros. 

"Desde que começamos com as viagens de moto em algumas cidades brasileiras, percebemos que elas passaram a ser utilizadas para, por exemplo, conectar os nossos usuários com modais de transporte, como estações de ônibus, trens e metrô das cidades, principalmente para deslocamentos rápidos, aquilo que no mundo de mobilidade chamamos de last mile. Temos visto que esse é um tipo de uso perfeito para a moto, pois muitas vezes é perto demais para uma viagem de carro e fica cansativo para ir caminhando. Estamos felizes em trazer mais essa opção para facilitar a vida dos nossos usuários.", afirma Luciana Ceccato, diretora de marketing da Uber.

PARCERIA — Para trabalhar com o Uber Moto é necessário que o motociclista tenha CNH com a observação de atividade remunerada (EAR). Os entregadores parceiros que usam motocicleta e já estão cadastrados na modalidade Uber Eats também podem optar por fazer viagens de Uber Moto.

SEGURANÇA E PREVENÇÃO CONTRA A COVID-19  — Condutores do Uber Moto receberão conteúdo educacional sobre segurança viária, estimulando a direção segura e o respeito às leis de trânsito. Todos os parceiros da Uber também passam por uma checagem de identidade via selfie, e, desde o começo da pandemia, uma selfie adicional verifica o uso de máscara.

Para a implementação da modalidade um protocolo de prevenção ao coronavírus específico para o Uber Moto foi desenvolvido por especialistas. Entre as recomendações que serão informadas aos usuários e parceiro estão a limpeza de mãos e superfícies da moto com álcool em gel, que os usuários levem seus próprios capacetes, ou que capacetes extras sejam higienizados com produtos específicos e usados com toucas higiênicas - que podem ser fornecidas pelos condutores e reembolsadas pela Uber.

"A Covid-19 é uma doença com alta taxa de transmissibilidade, então elaboramos recomendações com o objetivo de reduzir substancialmente a chance de infecção entre pessoas que usam o serviço", afirma Alexandre Naime Barbosa, chefe do Departamento de Infectologia da Unesp e consultor para Covid-19 da Sociedade Brasileira de Infectologia e da Associação Médica Brasileira, responsável pelos protocolos da Uber.

Barbosa ainda destaca que o uso de máscaras de forma correta segue sendo a medida de prevenção mais efetiva quando a proximidade entre as pessoas é inevitável, como em meios de transporte.

Maringa.Com com informações da Uber