Exposição "OSGEMEOS: Segredos" em Curitiba alcança 100 mil visitantes

A exposição é a maior já realizada pelos artistas Gustavo e Otávio Pandolfo.

Exposição "OSGEMEOS: Segredos" em Curitiba alcança 100 mil visitantes
A exposição ocupa todos os espaços expositivos da Torre e do Olho do MON e os ingressos podem ser agendados pelo site do Museu. - Foto: Divulgação

Inaugurada em setembro de 2021 pelo Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, a mostra “OSGEMEOS: Segredos” contabilizou até agora 100 mil ingressos vendidos, e continua em cartaz até abril deste ano. É a maior exposição já promovida pelos artistas Gustavo e Otávio Pandolfo.

“Mais do que nunca, a arte apresenta-se nesta mostra como inspiração. As cores, o movimento e a alegria que encontramos na obra da genial dupla OSGEMEOS nos iluminam neste momento peculiar que vivemos”, disse a diretora-presidente do MON, Juliana Vosnika. “A extraordinária resposta do público demonstra que cada vez mais as pessoas buscam inspiração na arte”, acrescentou.

A mostra em Curitiba é uma produção original da Pinacoteca de São Paulo em parceria com o MON, apresentada pela Copel e viabilizada pelo Governo do Paraná.

Estão reunidos mais de 850 itens, entre pinturas, instalações imersivas e sonoras, esculturas, intervenções site specific, desenhos e cadernos de anotações dos artistas. A exposição ocupa todos os espaços expositivos da Torre e do Olho do MON.

Os ingressos devem ser adquiridos online, com horários agendados. Clique aqui e saiba mais sobre a exposição.

OSGEMEOS – A dupla de artistas desenvolveu uma trajetória no mundo das artes sem nunca ter perdido de vista o desejo de manter-se acessível ao grande público.

Esse percurso inclui a participação em mostras nas principais instituições internacionais, como o Hamburger Bahnhof, em Berlim, em 2019, com um projeto concebido em parceria com o grupo berlinense de breakdance Flying Steps – um dos mais premiados mundialmente; a Vancouver Biennale, no Canadá (2014); o MOCA – Museum of Contemporary Art, em Los Angeles (2011); o MOT – Museum of Contemporary Art Tokyo, em Tóquio, no Japão (2008); a Tate Modern, em Londres, no Reino Unido (2008), onde os artistas pintaram a fachada, e a Trienale de Milão (2006), entre outros.

Ao longo de sua carreira, os irmãos também receberam convites para criar para os principais espaços públicos de mais de 60 países, incluindo Suécia, Alemanha, Portugal, Austrália, Cuba, Estados Unidos – com destaque para os telões eletrônicos da Times Square, em Nova York (2015) –, entre outros.

Agência Estadual de Notícias