Maringá recebe obra na Delegacia de Homicídios e nova Central de Flagrantes

Unidade foi totalmente reestruturada, após oito meses de obra

Maringá recebe obra na Delegacia de Homicídios e nova Central de Flagrantes
Município também passa a contar com um local adequado para a Central de Flagrantes. - Foto: Divulgação

Maringá conta agora com uma Delegacia de Homicídios reestruturada e uma nova Central de Flagrantes. A inauguração das estruturas, dentro do complexo da 9ª Subdivisão Policial (SDP) de Maringá, ocorreu nesta sexta-feira (16) e contou com a presença do secretário da Segurança Pública do Paraná, Romulo Marinho Soares, e do delegado-geral da Polícia Civil, Silvio Jacob Rockembach. Também foi inaugurada a nova sede da Corregedoria da Polícia Civil de Maringá.

A Delegacia de Homicídios passou por uma reforma de aproximadamente oito meses e avaliada em R$ 200 mil. O investimento foi feito com recursos do fundo rotativo da própria delegacia, Procuradoria do Trabalho e Conselho de Segurança de Maringá. “Ter uma unidade totalmente reformada é um incentivo ao nosso policial da ponta, que trabalha diariamente para fornecer um atendimento digno a todos os paranaenses. É uma honra inaugurar uma estrutura que demonstra nosso reconhecimento por esta instituição que nos apresenta constantemente bons resultados”, afirmou o secretário.

Segundo o delegado-geral da Polícia Civil, as reformas nas unidades fazem parte do planejamento estratégico da instituição. “Essa revitalização e a melhoria da infraestrutura, das condições dos prédios interfere diretamente na qualidade do serviço que é prestado à população”, disse ele. “A ação visa cumprir dois objetivos: melhorar a qualidade do atendimento e valorizar o policial civil de forma que ele possa ter boas condições de trabalho”, declarou.

MELHORIA - O prédio da 9ª Subdivisão Policial de Maringá era antigo e, para melhorar o atendimento ao público, o local passou por uma reforma para criação de salas, colocação de pisos e novas mobílias. Até essa inauguração, Maringá não tinha um local adequado para a Central de Flagrantes e, com isso, será possível dar maior celeridade aos atendimentos no local.

O delegado-titular da 9ª Subdivisão Policial de Maringá, Adão Vagner Loureiro, reforçou que o objetivo é melhorar a qualidade e a prestação de serviço ao cidadão. “Era inadmissível um plantão policial ser localizado nos fundos da delegacia, as pessoas não conseguiam encontrar o atendimento devido. Hoje o cidadão tem o acesso fácil, com tudo arrumado e a possibilidade de fazer o seu registro, sendo atendido pelo policial em uma instalação digna, como é também Delegacia de Homicídios”, explicou.

A Delegacia de Homicídios de Maringá já funcionava na 9ª SDP antes da reforma. O delegado-titular da unidade comentou que uma melhor estrutura colabora para que o índice de elucidação de crimes na região continue alto. “O empenho dos policiais, a competência e a condição técnica são fatores principais, mas uma estrutura adequada, aliada à condição de trabalho para o policial fazer a sua atividade, certamente melhoram o atendimento e os resultados. Temos hoje em Maringá mais de 90% de elucidação de homicídios, e a ideia é melhorar cada vez mais”, completou o delegado Loureiro.

INTEGRAÇÃO - Já para o titular da Delegacia de Homicídios de Maringá, Diego Elias de Freitas, a obra é um grande trabalho conjunto, que contou com o apoio da 9ª SDP, da Divisão de Polícia do Interior, do Departamento da Polícia Civil, da Secretaria da Segurança Pública e do Governo do Estado.

“A integração ajudou bastante na implementação dessa nova delegacia de homicídios de Maringá. Trata-se de um prédio excelente, no sentido de nos ajudar a desenvolver o trabalho. Creio que com essa nova estrutura, as ações desenvolvidas por toda a equipe tendem a melhorar ainda mais, disse. O endereço onde ficam as unidades é no terreno do complexo da 9ª SDP, na Avenida Mandacarú, 560, Vila Progresso, em Maringá.

Agência Estadual de Notícias